olemenews.com

Global

Amazonino Mendes é eleito governador do AM em eleição suplementar

Share
TRE aponta que primeiras horas do segundo turno ocorrem de forma “tranquila”

Depois da cassação do mandato, em maio, do agora ex-governador do Amazonas José Melo (Pros), os eleitores do estado voltaram às urnas neste domingo (27) e elegeram para o posto, depois de concluídas mais de 90% das apurações, o pedetista Amazonino Mendes.

Em declarações aos jornalistas, o governador eleito disse que a prioridade é "arrumar o que está desarrumado, dando valor ao mérito e não aos costumes políticos". Foi eleito em 1986 e em 1994 e reeleito em 1998. Na totalização dos votos válidos, Amazonino obteve 60,92% contra 39,08% de Braga.

O vice dele é Bosco Saraiva (PSDB), deputado estadual. Em 1990, o político chegou ao Senado. Havia sido prefeito de Manaus, em 2012, mas não tentou reeleição à época. Desta vez, o mandato do político durou somente dois anos.

Foi derrotado por Serafim Corrêa (PSB), em 2004, na nova corrida à Prefeitura de Manaus. Em 2006, perdeu a eleição a governador para Eduardo Braga.

Apesar da vitória expressiva de Braga em Itacoatiara, com 60,61% contra 39,39% de Amazonino, com diferença de 21 pontos percentuais, seu adversário o superou em Parintins, ao vencer por 65,97% contra 34,03%, equivalente a quase 34 pontos percentuais. No total, 849.528 eleitores deixaram de escolher um dos candidatos. A propaganda eleitoral gratuita para o 2º turno teve início no dia 12 e se estendeu até a sexta-feira (25). O ministro Ricardo Lewandowski chegou a dar uma decisão liminar suspendo a eleição suplementar, mas foi derrubada por seu colega de corte, Celso de Mello, e o processo eleitoral se manteve.

Amazonino afirmou sofrer ataques infundados de Eduardo Braga. Já em Manacapuru, a diferença entre os dois foi a menor, com 18 pontos percentuais a favor de Amazonino. Em nota divulgada horas antes do início do programa, advogados do governador eleito comunicaram a ausência dele.

No segundo turno, Amazonino seguiu com os mesmos apoiadores de campanha: Omar Aziz, Pauderney, Silas Câmara e Artur Neto, atual prefeito de Manaus.

Share