olemenews.com

Global

Em SP, Monarco e Nelson Sargento lamentam morte de Wilson das Neves

Share
Morre aos 81 anos o sambista Wilson das Neves no Rio de Janeiro

O velório de Wilson das Neves, músico historicamente ligado à escola de samba Império Serrano, começou oficialmente às 18h30 deste sábado, logo após a chegada do caixão à quadra da escola, em Madureira, Zona Norte do Rio. "Salve nosso Mestre! Salve Wilson Das Neves!". O falecimento foi confirmado pela escola de samba Império Serrano, onde o cantor era padrinho de bateria, através de sua página no facebook. "O Império declara luto oficial de três dias". Tocou com Copinhar, Eumir Deodato e na orquestra de Astor Silva, além da orquestra da TV Globo e da orquestra da TV Tupi.

Em 1996, o artista se lançou como cantor com o aclamado álbum O som sagrado de Wilson das Neves. Gravou com Moacir Santos, com Elza Soares gravou todas as faixas como baterista.

No repertório de parcerias estão: Caetano Veloso, Elis Regina, Clara Nunes, Cartola, Nelson Cavaquinho, João Nogueira e Sarah Vaughan.

Coautor do clássico "O samba é meu dom", parceria com Paulo César Pinheiro - ele também compôs com Moacyr Luz, Aldir Blanc, Martinho da Vila -, Das Neves tinha mais de 60 anos de carreira.

Querido em todo o meio musical, Das Neves também integrou desde 2003 a Orquestra Imperial, big-band carioca formada por músicos bem mais jovens do que ele.

Ele estava internado no Hospital da Ilha do Governador e lutava contra um câncer há anos. O sambista dedicou mais de 50 anos à música, participando de mais de 600 gravações.

Share