olemenews.com

Entretenimento

Artistas se mobilizam nas redes a favor de reserva na Amazônia

Share
Givaldo Barbosa

"Como explicita o nome, o que deixou de existir foi uma antiga reserva mineral - e não ambiental".

Durante a entrevista coletiva para a imprensa na madrugada deste sábado (26), na 13ª edição do Festival de Inverno Bahia, em Vitória da Conquista, a cantora Ivete Sangalo falou sobre a postagem no Instagram onde demonstrou indignação sobre o decreto que extingue a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca). Nesta quinta-feira, a modelo Gisele Bundchen usou seu perfil nas redes sociais para criticar o decreto.

"A Renca não é um paraíso, como querem fazer parecer, erroneamente, alguns".

Segundo o presidente, empreendimentos que possam impactar áreas de conversação no Amapá e no Pará que são sujeitas a manejo terão de cumprir "exigências federais rigorosas para licenciamento específico".

O ministro ressaltou que a extinção decretada nessa quarta-feira (23) não coloca em risco as áreas de preservação ambiental e terras indígenas que integravam a reserva.

A Renca foi criada em 1984 pelo governo de João Figueiredo, último presidente do período militar.

A dissolução da reserva da Renca - que abrange 46 mil quilômetros quadrados na fronteira dos estados da Amapa e do Pará - foi descrita por um senador da oposição, Randolfe Rodrigues, do grupo da Rede de Sustentabilidade, como o "maior ataque à Amazônia nos últimos 50 anos". Artistas protestaram contra a medida que permite a Reserva Nacional do Cobre e Associados, uma área equivalente ao Estado do Espírito Santo, rica em cobre e ouro, seja explorada pela iniciativa privada.

A nova legislação, portanto, busca coibir essa exploração ilegal, recolocando sob controle do Estado a administração racional e organizada de jazidas minerais importantes, que demandam pesquisas e exploração com alta tecnologia.

No mesmo momento, o Ministério de Minas e Energia informou que o objetivo do decreto é "atrair novos investimentos, com geração de riquezas para o país e de emprego e renda para a sociedade, pautando-se sempre nos preceitos da sustentabilidade".

Share