olemenews.com

Global

Procurador-geral da República denuncia Romero Jucá ao STF

Share
Romero Jucá deixou Planejamento uma semana após assumir o cargo hoje ele é líder do governo no Senado

- Estou muito tranquilo contra qualquer denúncia.

Janot deixará o cargo no dia 17 de setembro, para no dia seguinte assumir a nova procuradora eleita, Raquel Dodge. Encaro isso como um ato de despedida do procurador-geral, e quem fala sobre essas questões jurídicas é o meu advogado - disse o senador. Jucá, que também é presidente do PMDB, é um dos maiores críticos da Operação Lava-Jato e das ofensivas do procurador.

O relator do inquérito é o ministro Ricardo Lewandowski, relator da Operação no STF.

- Não tenho nenhum temor, tenho toda a tranquilidade do mundo e espero que o Supremo analise as questões, porque vai ver que não há nenhum motivo para isso.

A Operação Zelotes foi deflagrada pela Polícia Federal, em março de 2015, para investigar um esquema de corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf), órgão colegiado do Ministério da Fazenda, responsável por julgar os recursos administrativos de autuações contra empresas e pessoas físicas por sonegação fiscal e previdenciária. Além dele, são investigados no mesmo caso os deputados Alfredo Kaefer (PSL-PR) e Jorge Côrte Real (PTB-PE). Como a denúncia está sob sigilo, ainda não se sabe de que o peemedebista está sendo acusado.

Share