olemenews.com

Global

Marinha dos EUA investiga colisão com destroier americano próximo a Cingapura

Share
Pelo menos 10 marinheiros desaparecidos em colisão de contratorpedeiro dos EUA com petroleiro

A colisão entre o destróier americano e o navio mercante ALNIC MC ocorreu esta madrugada em águas a leste de Cingapura.

Segundo o jornal The Washington Post, navios e helicópteros das forças dos Estados Unidos e de Cingapura estão em missão de busca e resgate nesta manhã pelos tripulantes do navio militar USS John S. McCain.

Um destróier americano colidiu com um navio petroleiro ao leste de Cingapura.

A Malásia também ajuda com três navios, o KD Handalan; o KD Gempita; o KD Lekiu, e um helicóptero SuperLyns.

A colisão foi registrada às 5h24 de segunda-feira, 21 (18h24 de domingo, 20, horário de Brasília), enquanto o navio de guerra dirigia-se para uma visita portuária de rotina, informou o comunicado.

O dano significativo no casco resultou no alagamento de compartimentos, incluindo a área de acomodação da tripulação, maquinaria e sala de comunicações, de acordo com a Marinha, mas os tripulantes conseguiram evitar um alagamento ainda maior. Quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas de helicóptero a um hospital em Cingapura. Esse foi o segundo acidente envolvendo um navio da 7ª Frota da Marinha dos EUA no Pacífico em dois meses.

O navio de Guerra tem o nome de John S. McCain Sr e John S. McCain Jr, ambos almirantes da Marinha dos EUA, em homenagem ao avô e pai do atual Senador do estado do Arizona.

Já o navio mercante "Alnic MC" é um petroleiro químico de mais de 30 mil toneladas construído em 2008.

Share