olemenews.com

Saúde

Operação Anteros da PF mira Robinson Faria, governador do RN

Share
O governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria, é alvo de uma operação deflagrada nesta terça pela PF

"O último destes encontros, havido no dia 08/06/2017, foi, inclusive, gravado por ele (Gustavo Júnior) que, na sequência fotografou o dinheiro recebido das mãos de Adelson, emissário do governador Robinson Faria", revela trecho da decisão.

De acordo com o G1, serão cumpridos 11 mandados judiciais, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça, dos quais 2 de prisão e 9 de busca e apreensão. As buscas ocorreram no apartamento do governador Robinson Faria, em uma casa de praia do governador, em Pirangi, na Governadoria e também no Instituto do Legislativo.

Os investigadores procuram indícios da prática dos crimes de organização criminosa e obstrução da justiça pelo Governador do Rio Grande do Norte, com a ajuda de funcionários da administração do Estado.

A funcionária presa, Magaly Cristina da Silva, é coordenadora do projeto Assembleia Cidadã e havia sido citada na Dama de Espadas como beneficiada de recursos desviados do Legislativo por meio de funcionários fantasmas na folha de pagamento, entre 2006 e 2011.

Uma das presas, Magaly Cristina entrou na Assembleia Legislativa em1988 e exerceu vários cargos em diversos setores e, na gestão de Ricardo Motta, assumiu a Assembleia Cidadã.

Preso ontem, o advogado Adelson Freitas dos Reis, aposentado pela Assembleia como assessor técnico, ocupa cargo no Gabinete Civil do Estado e é tido como um dos assessores mais próximos do governador.

Além da suspeita de fraudes na contratação de funcionários da Assembleia Legislativa, Faria também é investigado pela suposta tentativa de comprar o silêncio de um dos delatores da Operação Dama de Espadas, deflagrada em agosto de 2015 para apurar se houve irregularidades nas contratações de mão de obra. Os desvios dos cofres públicos, de 2006 a 2011, é estimado em R$ 5,5 milhões.

Rita das Mercês era tida como "a toda poderosa" da ALRN, ordenando despesas e autorizava nomeações de servidores, conforme apontado pela investigação.

Em nota, o advogado criminalista José Luís Oliveira Lima, defensor do governador do Rio Grande do Norte, negou enfaticamente envolvimento de Robinson Faria em "qualquer irregularidade". O atual governador do Estado é Robinson Faria (PSD).

A nota afirma discordância com relação à diligência feita pela Polícia Federal, mas expõe seu respeito á Justiça.

Share