olemenews.com

Global

Nicolás Maduro mandou Trump "ir para casa"

Share
Em passagem simbólica o presidente reconheceu poder da ANC

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou nesta segunda-feira (14) que as declarações de Donald Trump sobre possível intervenção militar dos EUA no país sul-americano foram "desproporcionais e ofensivas".

O ministro de Comunicação da Venezuela, Ernesto Villegas, informou no Twitter que o protesto começará no oeste da capital e percorrerá as ruas de Caracas até chegar ao Palácio de Miraflores, sede da presidência do país. Membros do governo e lideranças chavistas reforçaram os chamados em mensagens nas redes sociais com a hashtag #StopTrump.

O Presidente norte-americano admitiu na sexta-feira uma "possível opção militar" na Venezuela, caso fosse necessário. A MUD, em nota, afirma condenar qualquer ameaça militar externa.

Share