olemenews.com

Saúde

FAB investiga causas de acidente aéreo envolvendo ex-senador boliviano

Share
2/8A aeronave caiu minutos após a decolagem

Segundo o boletim médico divulgado pela pasta, o ex-senador deu entrada na unidade de saúde politraumatizado, com traumatismo cranioencefálico.

De acordo com a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBM-GO), um avião de pequeno porte caiu próximo à cabeceira do aeroclube do município, logo depois da decolagem.

O Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) informou que, no início da manhã deste domingo (13), o quadro do paciente Roger Pinto Molina, de 58 anos, continuava instável, em estado greve, com suporte clínico na sala vermelha e sem indicação de cirurgia. Roger Molina estava sozinho na cabine. Ele foi levado com vida ao Hospital de Base de Brasília.

Roger Molina sofreu o acidente na tarde do sábado em um clube aéreo da cidade de Luziânia, em Goiás, por motivos que estão sendo investigados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Molina foi até à embaixada do Brasil em La Paz em 2012, quando ainda era senador, alegando ser perseguido politicamente pelo governo de Evo Morales. A decisão foi criticada pela Bolívia, que falou em "equívoco". Segundo uma das três filhas, Molina estava em um espaço de 20 m², com cama, escrivaninha, TV, frigobar e mesa, sem banheiro próprio. Mesmo sem o salvo conduto em território boliviano, conseguiu entrar no Brasil com a ajuda de 1 diplomata e de 2 fuzileiros navais brasileiros.

Na Bolívia, Roger Pinto foi condenado no mês de junho a um ano de prisão por "abandono do dever" e por "dano econômico ao Estado". Ele responde ainda a cerca de 20 processos por desacato, venda de bens do Estado e corrupção.

Share