olemenews.com

Global

ONU vai votar hoje novas sanções à Coreia do Norte

Share
Kim-Jong-un3

Ele também disse que o Japão está preocupado com a construção pela China do que chamou de "postos avançados em larga escala" no Mar da China Meridional.

A resolução proíbe também a concessão de vistos a trabalhadores norte-coreanos.

Um responsável da Coreia do Norte afirmou ontem que as sanções impostas esta semana pelos Estados Unidos por causa do seu último teste com um míssil intercontinental "não funcionarão" e só servem para "justificar ainda mais" o desenvolvimento de armas pelo governo liderado por Kim Jong-un, informou a EFE.

"Não vamos pôr o nosso dissuasor nuclear de defesa própria em cima da mesa e nunca tomaremos um passo atrás na procura de fortalecer a nossa grandeza nuclear", afirmou Ri num discurso, quase nas mesmas palavras da KCNA.

Os 15 países do organismo adotaram por unanimidade uma resolução que há um mês era negociada e que reduz em 1.000 milhões de dólares (849 milhões de euros) por ano os investimentos que o regime de Pyongyang obtém com as suas exportações. Elas não incluem, contudo, a venda de produtos petrolíferos da Coreia do Norte.

Segundo Tillerson, os americanos "podem dormir bem à noite" e não deveriam se preocupar com a retórica dos últimos dias. Foram proibidas ainda novas joint ventures, isto é, associações econômicas com empresas ou indivíduos da Coreia do Norte, bem como investimentos adicionais em joint ventures já existentes.

A Coreia do Norte ameaçou utilizar armas nucleares contra os EUA, caso seja provocada militarmente.

Em declarações a jornalistas após a votação do Conselho, Haley disse que "o que vier agora depende completamente da Coreia do Norte".

A Coreia do Norte acusou os Estados Unidos e a Coreia do Sul de aumentar as tensões ao realizar esses exercícios militares. "Se há uma oportunidade diante de nós, devemos falar", declarou a chanceler à imprensa ao chegar a um fórum da Asean em Manila, Filipinas, onde também se espera o chefe da diplomacia norte-coreana, Ri Hong-yo.

Share