olemenews.com

Saúde

Atividades do mês dedicado ao aleitamento materno se iniciam nesta terça

Share
25ª Semana Mundial do Aleitamento Materno acontece de 1 a 7 de agosto em Tupã

Nos demais dias, palestras nas escolas e também nas unidades de saúde de todo o estado, oficinas, atividades educativas e rodas de conversas. Contudo, até aos 2 anos, esses alimentos devem complementar o leite e não contribuir para a eliminação do ritmo alimentar. Após o primeiro semestre, deve-se incluir alimentos nutritivos como complementação ao leite.

"Segundo estudos médicos, o estímulo à amamentação exclusiva salva pelo menos 6 milhões de crianças por ano". Com o tema Trabalhar juntos para um bem comum, o objetivo é dar visibilidade ao aleitamento materno, discutindo a necessidade de criar condições favoráveis à prática da amamentação.

A iniciativa foi da ONG Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba - World Alliance for Breastfeeding Action), constituída por uma rede mundial de indivíduos e organizações empenhadas na proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno como um direito de mães e crianças, independente de raça, credo ou nacionalidade. "Todos podem fazer junto com você", que acontece de 1 a 7 de agosto.

Na oportunidade, motoristas, motociclistas e transeuntes foram abordados e receberam orientações, por meio de panfletos e outros materiais educativos, de como incentivar a amamentação exclusiva até o sexto mês de vida do bebê.

Mãe de seis filhos e exemplo na missão de amamentar, a Secretaria de Saúde de Cuiabá, Elizeth Lúcia Araújo salientou a importância de conscientizar toda a sociedade sobre os benefícios trazidos pela amamentação. É especialmente necessário durante os primeiros seis meses de vida, ajudando a prevenir a diarreia e a pneumonia, duas principais causas de morte em lactentes. "A amamentação ainda ajuda na redução do peso e minimiza o risco de ela desenvolver câncer de mama e de ovário", evidenciou.

No dia 3 de agosto, às 14 horas, será realizada outra roda de conversa, que dessa vez abordará o tema sobre a importância do aleitamento materno para gestantes das unidades de saúde durante visita à maternidade do Hospital São Francisco de Assis. A ação será realizada nas proximidades do Pró-Mulher e do Programa Mãe Mogiana, unidades especializadas no atendimento às gestantes. "Não existe no mundo alimento igual a ele".

Na primeira reportagem, a nutricionista e pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Gisele Noronha, destaca que o leite materno é a primeira vacina do bebê.

Share