olemenews.com

Global

Míssil lançado pela Coreia do Norte alcançaria os EUA

Share
O míssil balístico intercontinental Hwasong-14 teria alcance até a Costa Oeste dos EUA

A Coreia do Norte considerou o teste um êxito e garantiu que pode alcançar qualquer parte dos Estados Unidos. O Japão e a Coreia do Sul têm de aumentar a pressão.

O Hwasong-14 voou 998 quilômetros durante cerca de 47 minutos e atingiu uma altitude máxima de 3.724 quilômetros antes de cair no Mar do Japão (chamado "Mar do Leste "nas duas Coreias), segundo a imprensa estatal norte-coreana".

A Coreia do Norte disparou um míssil, esta sexta-feira, e os especialistas dizem que a arma é capaz de atingir Los Angeles e outras cidades norte-americanas.

A resposta da China de hoje foi muito mais contundente que as opiniões do Governo de Pequim emitidas no dia do lançamento, quando outro porta-voz do Ministério de Exteriores, Lu Kang, tinha dito que as "pressões de terceiros" tinham forçado a Coreia do Norte a multiplicar este ano seus testes balísticos.

Dois bombardeiros supersônicos da Força Aérea dos Estados Unidos sobrevoaram no último sábado (29) a península da Coreia, em resposta ao lançamento de um míssil intercontinental feito pela Coreia do Norte no dia anterior.

"Na realidade é ainda pior, porque envia a mensagem ao ditador norte-coreano de que a comunidade internacional está hesitante", afirmou.

"A Coreia do Norte é a ameaça mais urgente para a estabilidade regional", disse o comandante das Forças Aéreas do Pacífico (Pacaf), general Terrence J.

O diplomara acrescentou que a China sempre seguiu as resoluções do Conselho de Segurança da ONU. "Ambos os líderes concordaram em que a Coreia do Norte é uma ameaça direta séria e grave para Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul e outros países perto e longe", completou o comunicado. As manobras utilizam o sistema de mísseis terra-terra ATACMS (Army Tactical Missile System) e mísseis sul-coreanos Hyunmoo II.

No início de julho, Pyongyang testou um primeiro míssil balístico intercontinental, que, segundo analistas, poderia chegar ao Alasca.

Depois do teste, os Estados Unidos pressionaram a ONU para que adotasse medidas mais duras contra Pyongyang.

Bishop assegurou que a Austrália dispõe de informação sobre a possibilidade de a Coreia do Norte realizar um novo lançamento de mísseis, coincidindo com a comemoração do Dia da Vitória, que ontem assinalou o fim da Guerra da Coreia (1950-53).

Share