olemenews.com

Desporto

Cristiano Ronaldo é interrogado por acusação de fraudes na Espanha

Share

São vários os memes e os vídeos em que se brinca com este interrogatório ou com o facto de, no final, o jogador não ter feito qualquer declaração aos jornalistas. A sessão foi fechada ao público, pois a investigação ainda está em curso. Ele usou uma entrada alternativa.

Segundo informações do UOL, o craque não falou com a imprensa no momento em que chegou ao local. Coube ao seu porta-voz, Inaki Torres.

Cristiano Ronaldo não falou à imprensa após ter sido ouvido num tribunal espanhol, por alegada fraude fiscal, mas emitiu um comunicado em que clamou inocência. "A Fazenda espanhola conhece em detalhes minhas receitas, pois nós as entregamos".

"Nunca ocultei nada nem tive a intenção de fugir aos impostos", garantiu o internacional português.

Cristiano Ronaldo, Angel di Maria, José Mourinho (treinador) e Fabio Coentrão estão a ser investigados, assim como o agente português Jorge Mendes, que em finais de junho também respondeu ao juiz no tribunal de Pozuelo, o mesmo que está a instruir o processo de Ronaldo.

O internacional português nega ter criado "uma estrutura especial para gerir os direitos de imagem" quando assinou pelo Real Madrid, tendo apenas "mantido a que geria quando jogava em Inglaterra". A acusação não envolve seu salário no Real Madrid.

A promotoria alega que o português usou o que foi considerado uma empresa nas Ilhas Virgens para "ocultar sua renda total ao Fisco da Espanha".

Caso Cristiano Ronaldo seja condenado, pode ser multado em, pelo menos, 28 milhões de euros (R$ 103 milhões) e receber uma sentença de prisão de três anos e meio, de acordo com especialistas da agência do Governo. "Nenhum contribuinte, mesmo profissional e conhecedor de matérias fiscais, está em condições de assumir a responsabilidade por aspectos tão delicados como estes, relacionados com os direitos de imagem", salientou o advogado.

Share