olemenews.com

Saúde

CNH terá versão eletrônica, com aplicativo, a partir de fevereiro de 2018

Share
José Cruz  Agência Brasil

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) aprovou nesta terça-feira (25) a criação da carteira de habilitação digital. Há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico [codificado] que assegura a validade do documento.

Com o novo formato da CNH, os motoristas poderão apresentar o documento, de porte obrigatório, em formato digital. Isso porque a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) deve ganhar muito em breve uma versão digital no seu celular, com direito a QR Code e aplicativo dedicado.

O motorista será o mais beneficiário com esse documento, pois esse novo sistema visa a desburocratização dos processos, conforme exposto pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo: "Estamos dando um passo à frente, desburocratizando o processo".

Vale destacar que a emissão da versão física continuará normalmente e terá a mesma validade e peso jurídico da versão digital.

Além disso, com o dispositivo, os agentes de trânsito poderão consultar os dados dos documentos por meio de um aplicativo de celular, que está em fase de testes, que fará a leitura do QRCode, como já é realizado com a CNH impressa. Com isso, quem esquecer a CNH em casa não estará sujeito a multa e a pontos na carteira.

Dirigir sem a CNH é infração leve, e gera multa de 88,38 reais e retenção do veículo até a apresentação do documento. "Basta apresentar o documento digital", analisa Araújo no comunicado oficial sobre a novidade. O cadastro será ativado por meio de um link que será enviado para o e-mail cadastrado pelo usuário.

Segurança - No primeiro acesso, será preciso criar um PIN (código) para armazenar os documentos com segurança. A autenticidade dos dados será verificada por meio da assinatura digital do Denatran.

Share