olemenews.com

Global

Ultimato: PSD exige lista de Pedrógão e dá 24 horas ao Governo

Share
Pedrógão Grande. PSD diz que Governo pode publicar lista mesmo estando em segredo de justiça

O PSD impôs hoje ao Governo a publicação da lista nominativa das pessoas que morreram na na tragédia de Pedrógão Grande, no prazo máximo de 24 horas. Além disso, o partido liderado por Hugo Soares quer que sejam explicados os critérios usados para a constituição dessa lista.

Em conferência de imprensa no Parlamento, convocada 24 horas depois do ultimato feito pelo PSD para o Governo divulgar a lista, Hugo Soares passou por cima dos comunicados de ontem do Ministério Público e do gabinete do primeiro-ministro - em que se afirma, no primeiro, que "o inquérito encontra-se em segredo de justiça" e no segundo em que António Costa revelou ter contactado, também ontem, "a senhora procuradora-geral da República" e que Joana Marques Vidal "confirmou que o segredo de justiça abrange a lista das vítimas" - para defender que "é preciso de uma vez por todas acabar com esta especulação".

"Quem governa tem que assumir as suas responsabilidades. Se não sabe governar nem tomar decisões no momento difícil, então tivesse deixado governar quem ganhou as eleições", criticou Hugo Soares. "Não vale tudo, não pode valer tudo, em política", reiterou a responsável do PS. "Podem estar sob segredo de justiça as circunstâncias - e isso faz sentido - não os nomes".

Já esta terça-feira, a líder do CDS-PP, Assunção Cristas não excluiu a hipótese de votar uma moção de censura ao Governo devido à polémica da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

O Partido Socialista acusou esta terça-feira PSD e CDS-PP de terem deixado "cair a máscara" ao procurarem o que disse ser o "aproveitamento político" das mortes resultantes dos incêndios de Pedrógão Grande, cujo número oficial tem vindo a ser questionado publicamente.

Também em reação às mais recentes declarações do líder parlamentar do PSD, Catarina Martins, do Bloco de Esquerda, considerou esta terça-feira que a atitude dos partidos da oposição é "lamentável".

Para já, a bancada parlamentar social-democrata vai pedir ao presidente do Parlamento, Ferro Rodrigues, "uma reunião da Comissão Permanente da Assembleia da República para que este assunto possa ser debatido", invocando "carácter urgente". "O PSD está a usar lamentavelmente a questão das vítimas e do número de vítimas", acrescentou.

Share