olemenews.com

Desporto

Flamengo sofre, bate o Coritiba no fim e alivia pressão

Share
Flamengo

Na vitória sobre o Coritiba, deu o seu quarto passe para gol e aumentou a vantagem nas assistências em relação ao seu xará de time [Èverton], a Rodinei, Paolo Guerrero e Diego: 4 a 2 na disputa interna que só pode fazer o Flamengo melhorar. O placar de 2 a 1 - com gol de pênalti de Everton Ribeiro nos acréscimos -, no entanto, não apresentou a esperada evolução da equipe. A equipe carioca está em 3º lugar, com 28 pontos.

Flamengo jogou a pior partida do Campeonato. Não considero o volante como um jogador imprestável, porém reconheço nele apenas um papel defensivo de cobertura e saída de bola primária, já que ele não se aplica ao combate nem aos longos lançamentos. Aos 29, Geuvânio deu um lindo passe de trivela para Everton Ribeiro, que obrigou Wilson a buscar no canto.

Rápido, canhoto e habilidoso, Everton Ribeiro é o típico jogador que representa o sonho de consumo para muitos clubes. Acho que, quando faz o primeiro gol, confunde tranquilidade com certa displicência.

Como contraponto à decepção dos jogadores, o interino Robson Gomes relatou uma situação que aconteceu imediatamente após a partida. O atacante deu um leve toque na saída de Thiago e deixou tudo igual na Ilha. Neto Berola desperdiçou duas boas chances em contra-ataques.

O zagueiro Juan quase colocou o Flamengo à frente do placar novamente, aos 25 minutos. A mexida gerou vaias e o coro de "burro" de parte da torcida para o treinador rubro-negro. No primeiro minuto, Henrique Almeida aproveitou a falha da defesa do Flamengo e mandou para o fundo das redes, para empatar. Guerrero tentou voleio com a perna esquerda, mas chutou no meio go gol e Wilson salvou.

Mesmo que com pouca intensidade, o Flamengo partiu para cima do Coxa.

O destino, porém, guardava um pênalti aos 46 minutos, cometido por Márcio em Vinicius Júnior. Everton Ribeiro bateu com extrema categoria e garantiu o triunfo. Já o Coritiba recebe o Atlético Mineiro no Couto Pereira.

FLAMENGO - Thiago; Pará, Rafael Vaz, Juan e Trauco; Rômulo (Lucas Paquetá), Willian Arão e Everton Ribeiro; Geuvânio (Felipe Vizeu), Guerrero e Berrío (Vinícius Júnior).

Wilson; Dodô, Luizão, Márcio e William Matheus; Alan Santos, Jonas, Matheus Galdezani; Henrique Almeida, Neto Berola e Rildo.

Cartões amarelos: Luizão, Wilson, William Matheus, Tomas Bastos, Rildo, Alecsandro (C).

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).

LOCAL - Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ).

Share