olemenews.com

Global

Polícia Civil faz operação contra Baleia-Azul em nove Estados

Share
Polícia do Rio faz operação contra o jogo Baleia Azul em Minas e outros oito estados

A operação, que foi designada de 'Aquarius' está a ser levada a cabo em 20 municípios, entre eles o Rio de Janeiro, reporta a Agência Brasil. A investigação nacional, coordenada em pelo menos oito estados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, busca identificar envolvidos no polêmico jogo baleia azul. O jovem é suspeito de estar envolvido com o "jogo da Baleia Azul" de ter material pornográfico de menores. O objetivo é cumprir um total de cinquenta tarefas, entre elas cravar palavras na pele, assistir a filmes de terror ou mutilar-se.

"Apreendemos computadores e equipamentos de informática que serão analisados pela polícia do Rio de Janeiro".

Em Vila Rica, cidade a 1.276 quilômetros de Cuiabá (MT), a Polícia Civil garantiu que uma adolescente tirou a própria vida incentivada por um "curador", que aliciou e incentivou a jovem a se matar.

Matheus Moura da Silva, de 23 anos, preso em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, afirmou que começou no jogo como vítima. É uma iniciativa de criminosos que usam as redes sociais para impor desafios macabros a crianças e adolescentes.

Ao todo, foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Desses, duas mortes foram constatadas.

Muita gente acreditou que o jogo 'Baleia Azul' já havia chegado ao fim, quando, na verdade, ele apenas teve um distanciamento da mídia.

De acordo com o delegado Rodrigo Aquino, responsável pelas investigações em Joinville, a polícia vistoriou a casa de uma mulher de 18 anos no bairro Anita Garibaldi na manhã desta terça. A mãe do garoto procurou a polícia em 13 de abril, informando que o filho estava participando do jogo e que tinha cortes no braço, reproduzindo a imagem de uma baleia.

Share