olemenews.com

Global

Desapareceram há 75 anos. Corpos foram encontrados agora nos Alpes

Share
Os corpos estavam escondidos no gelo por 75 anos

Os corpos de um casal suíço, desaparecido há 75 anos nos Alpes, foi redescoberto por causa do degelo dos glaciares, informa a mídia local.

Chega ao fim o desespero de sete filhos de Marcelin e Francine Dumoulin, um casal suíço que desapareceu em 1942 e que começaram por acreditar que os pais regressariam vivos e, mais tarde, lutavam pela descoberta dos corpos dos pais.

"Passámos a nossa vida à procura deles, sem parar. Nunca achamos que poderíamos lhes dar o funeral que eles mereciam", disse a caçula, hoje com 79 anos. "Depois de 75 anos de espera, esta notícia dá-me uma grande sensação de calma".

Na passada quinta-feira, um trabalhador descobriu os seus corpos no glaciar de Tsanfleuron, a 2615 metros de altitude, perto de um elevador de esqui um pouco acima da estância de Les Diablerets. Ainda não foram realizados testes de ADN, mas junto do casal estavam os documentos de identificação. De acordo com a empresa, os corpos estavam lado a lado, sendo de um homem e uma mulher, vestidos com roupas do período da Segunda Guerra Mundial. "Eles estavam perfeitamente conservados no gelo e seus pertences estavam intactos", acrescentou.

Segundo Tschannen, é provável que o casal tenha caído de uma fenda e ficado preso por décadas.

Marceline tinha apenas quatro anos quando viu os pais pela última vez. A sua morte separou por completo os sete irmãos, que foram distribuídos por várias famílias. "Eu tive sorte porque fiquei com a minha tia", diz Marceline Udry-Dumoulin. "Ela estava sempre grávida e não conseguia escalar nas condições difíceis de uma geleira", lembrou Marceline. "Nós continuamos vivendo na região, mas nos tornamos estranhos", finalizou. Ela relatou que era o sonho da famílila poder dar um funeral aos pais. Penso que branco seria mais apropriado. "Representa esperança, que nunca perdi", afirmou a filha do casal.

Share