olemenews.com

Entretenimento

Fluminense bate Coritiba fora de casa e se aproxima do G-6

Share
Richarlison marca o primeiro do Fluminense contra Coritiba

O Fluminense realizou, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, mais um treinamento na tarde desta sexta, visando o compromisso de domingo, às 19h (de Brasília), no estádio Couto Pereira, diante do Coritiba, válido pela 14ª rodada do #Campeonato Brasileiro. O resultado levou o Coritiba aos 19 pontos, assumindo a 10ª colocação.

O Tricolor está estacionado com 17 pontos e tenta uma reação no jogo de hoje, que acontece no Couto Pereira.

O último encontro entre as equipes aconteceu pela 32ª rodada do Brasileirão 2016.

O Coritiba começou em cima do Flu e, logo aos 4 minutos de jogo, exigiu boa defesa de Júlio César, em chute de Anderson.

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Renato), Reginaldo, Nogueira e Mascarenhas; Orejuela, Marlon Freitas e Wendel; Gustavo Scarpa, Richarlison e Henrique Dourado.

Mesmo dominado, o Fluminense marcou o primeiro gol, aos 31 minutos.

A arbitragem do duelo fica por conta de Leandro Bizzio Marinho (SP). Ele terá como auxiliares Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa, ambos também paulistas.

Em campo com a formação que Abel gostaria de ter utilizado há duas rodadas - com os volantes Marlon Freitas, Wendel e Orejuela, e Scarpa como o terceiro homem de frente -, o Flu tomou um susto logo aos oito minutos, quando o árbitro assinalou pênalti para o Coritiba.

Assim, o Coritiba terá que se adaptar a um novo estilo de jogo sem a presença do seu camisa 83. A vitória de lavada acabou com o jejum de sete jogos sem nenhum triunfo. Já sem ele, o time só venceu o PSTC pelo Estadual, 2 a 0.

"Nosso time teve o compromisso muito forte de marcar". Se a gente jogar com raça, tenho certeza que vamos sair com as vitórias.

CORITIBA: Wilson; Rodrigo Ramos, Wallison Maia, Werley e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Anderson; Neto Berola (Alecsandro), Rildo e Henrique Almeida. No ataque, Henrique Dourado, que não enfrentou o Botafogo no meio de semana por estar suspenso, retorna normalmente ao lado de Richarlison. Ele havia cumprido suspensão na rodada passada contra o Botafogo. Por outro lado, Wellington Silva sequer viajou com o grupo para Curitiba. O atacante foi cedido sem custos pelo Arsenal há um ano e comprado de volta, conforme cláusula prevista em contrato.

Sendo assim, o técnico Abel Braga será obrigado a mexer na equipe titular. Na zaga, Henrique, suspenso, dá lugar a Nogueira. Assim, Marcos Calazans deverá ser o terceiro jogador de ataque do Tricolor.

"Todo jogo do Brasileiro é difícil". O resto do time será o mesmo da vitória em Florianópolis.

Share