olemenews.com

Negócios

Altice compra Media Capital em ambiente de crispação política

Share
ALTICE COMPROU MÉDIA CAPITAL  TVI 13/07/2017 DESTAQUE ECONOMIA & FINANÇAS

A compra da Media Capital pela Altice surge numa altura em que esta empresa é suspeita de práticas laborais duvidosas. O Digital aparece como investimento prioritário, mas o CEO Michel Combes sublinhou, esta manhã, também a aposta em novos canais, na capacidade de produção e na internacionalização: "crescer, modificar e ajudar a Media Capital a não ser só um caso de sucesso em Portugal, mas também lá fora". A reunião com Patrick Drahi, fundador da Altice - grupo que anunciou a compra do grupo Media Capital -, contou também com a presença do primeiro-ministro, António Costa. "Não estamos aqui para fazer política". Os trabalhadores da estação pública mostram-se preocupados pela concentração resultante da aquisição da participação da Prisa na Media Capital, grupo que detém a TVI.

A PT Comunicações, entretanto integrada na MEO, garantiu a licença de exploração da televisão digital terrestre em 2008, após ter sido a única empresa a concorrer ao concurso. "Estou orgulhoso do que foi feito na companhia, pelos trabalhadores e pela empresa", acrescentou.

Sobre a aprovação dos reguladores, Combes disse que a "expectativa" é que o "processo decorra de forma suave", tal como já aconteceu noutros países. Agora, vão "começar também em Portugal, com os melhores ativos que se possa imaginar".

Por outro lado, tanto o PCP como o BE estão preocupados com o futuro da PT e o risco de despedimento coletivo.

Michel Combes afirma que a Altice não pretende "fazer política" perante eventual oposição ao negócio, acrescentando que esta compra representa "um forte projeto industrial para o país".

Em suma, inovação, convergência, investimentos e internacionalização são as linhas mestras do projeto da Altice para a Media Capital.

O líder social-democrata, Pedro Passos Coelho, criticou na quinta-feira à noite o primeiro-ministro por ter feito uma "admoestação pública" à empresa Altice durante o debate sobre o estado da Nação no parlamento.

O CEO da Altice, que acaba de comprar a Media Capital (dona da TVI), respondeu esta sexta-feira ao primeiro-ministro que na passada quarta-feira, no debate do Estado da Nação deixou críticas à empresa que dois dias depois anunciou o fecho de mais um negócio no país.

O objeto da oferta "é constituído pela totalidade das 84.513.180 ações ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 1,06 euros", refere o anúncio, adiantando que, "considerando que a Vertix declarou a sua intenção de não aceitar a oferta, as 80.027.607 ações por si detidas foram na presente data, em conformidade com o contrato de compra e venda, objeto de uma instrução irrevogável de bloqueio (.), pelo que a oferta, ainda que geral, apenas poderá ser aceite pelos titulares das restantes 4.485.573 ações, representativas de 5,31%" do capital social.

Esta aquisição "é uma tendência que existe, mas é a primeira vez que vamos provar que existe", disse, por sua vez, o presidente executivo e do Conselho de Administração da PT Portugal, Paulo Neves.

Share