olemenews.com

Desporto

Após coletiva, Floyd Mayweather nega estar chateado com Conor McGregor

Share
Com muita provocação, Mayweather e McGregor se encaram nos EUA

Dana White disse ao 'TMZ Sports' que a Casa Branca, residência oficial do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, entrou em contato com ele para falar dos 100% de interesse do político mais importante do mundo em assistir o combate de boxe entre Floyd Mayweatyer e Conor McGregor no dia 26 de agosto.

- Venha aqui pegar o microfone.

Cada vez mais confiante e falando muito, McGregor continuou provocando o desafeto. "Esse microfone funciona? Então, f***-se ele!", disparou. A cabeça dele é muito pequena, só preciso de um golpe e vou enterrar a cabeça dele.

A exemplo de Los Angeles, o Notorious trajou um de seus indefectíveis ternos bem cortados. "Que m.ele está vestindo?" Você tem 40 anos.

Em um momento da coletiva, Mayweather se enrolou em uma bandeira irlandesa, na tentativa de provocar o rival e a torcida, altamente favorável ao 'Notorious'. Vista-se de acordo com sua idade.

Floyd colocou a bandeira no ombro e, em seguida, fingiu sentar-se em um vaso sanitário.

"Vocês tem a coragem de acreditar em um lutador que desiste?" Eu não desisto, não caio na pressão, eu sou o melhor, você sabe que eu sou. "E vocês estão me falando merda de um lutador de três milhões?", ressaltou o norte-americano, relembrando a luta em que o irlandês foi derrotado por finalização - tendo que dar os três tapinhas - diante de Nate Diaz. Em Toronto, os dois se aproximaram e não se tocaram. Na segunda parada, McGregor deu o troco, roubando os holofotes e fazendo a arena inteira de Toronto gritar: "F***-** os Mayweather". A última viagem será até Londres, na sexta, quando os falastrões estarão no tradicional Estádio de Wembley, fechando a turnê em grande estilo.

Share