olemenews.com

Global

Pescador morre após ser atingido por baleia que ajudou a salvar

Share
Homem morre momentos depois de salvar baleia

O caso era apenas o último de dezenas de baleias que o canadiano ajudou a salvar nos últimos 15 anos - o anterior fora uns dias antes.

Na segunda-feira, Joe Howlett, da ilha de Campobello, em New Brunswick, partiu numa embarcação para ajudar a salvar uma baleia-franca-do-atlântico-norte que se encontrava emaranhada num cabo.

"Definitivamente que o Joe não iria querer que nós parássemos por causa disto", disse Green que em 2002 já tinha juntado forças a Howlett para salvar uma outra baleia.

De acordo com Mackie Green, cofundador da equipe de resgate e amigo de Howlett, o pescador de lagostas havia acabado de cortar as redes que envolviam a baleia.

O resgate foi repleto de urgência, assombrado pelos acontecimentos do mês passado, quando sete baleias do Atlântico Norte foram encontradas a flutuar sem vida no Golfo de São Lourenço, no Canadá. Com uma população global de cerca de 525 mamíferos, a série de mortes sugere que mais de 1% da população morreu nas últimas semanas.

"Participar em operações de resgate de baleias requer imensa bravura e uma paixão pelo bem-estar dos mamíferos marinhos", observou a nota.

Na terça-feira, o departamento federal de pesca confirmou que Howlett tinha sido morto, durante um dos seus salvamentos, e descreveu-o como um "membro insubstituível da comunidade de resgate de baleias".

"Há sérios riscos envolvidos com qualquer tentativa de salvamento destes animais".

Uma equipe incluiu biólogos marinhos, cientistas federais e patologistas, entre outros, estão correndo para descobrir por que as baleias - que vivem ao longo da costa leste do Canadá e dos EUA e podem atingir até 16 metros de comprimento - estão morrendo em grande escala.

Share