olemenews.com

Negócios

Agências da Caixa ampliam atendimento para saque do FGTS

Share
Agências abrem mais cedo para atender quase 13 mil na PB com direito a saque do FGTS

Nesta segunda-feira (10), todas as agências terão atendimento estendido em duas horas a mais, abrindo duas horas antes, ou, no caso das regiões em que os bancos abrem às 9h, as agências da CAIXA abrirão às 8h e fecharão uma hora mais tarde. Além da agência da Caixa na Praça da República, também abriram no último sábado a agência da rua Minas Gerais e a da avenida Engenheiro José Nelson Machado.

Em todo país, a última fase conta com mais de 2,5 milhões que tem direito ao saque.

Até o dia 28 de junho, a Caixa pagou mais de R$ 38,2 bilhões relativos às contas inativas, e o número de trabalhadores nascidos até novembro e que já sacaram alcançou 22,6 milhões de pessoas. Quem pediu demissão depois disso não poderá efetuar o saque, a não ser que tenha outros contratos encerrados em anos anteriores. No site caixa.gov.br/contasinativas pode ser visualizado se tem valores a receber, qual o valor, a data do saque e os canais disponíveis para a realização do pagamento.

A CAIXA criou um serviço exclusivo para facilitar o atendimento ao trabalhador. Ciente do valor que iria receber, ele reclamou da demora para ser atendido.

Para facilidade no atendimento, os trabalhadores devem sempre ter em mãos o documento de identificação e a Carteira de Trabalho, ou outro que comprove a rescisão do contrato de trabalho. Além disso, o atendimento pode ser feito por telefone, no serviço de atendimento ao cliente, pelo 0800 726 2017, o trabalhador precisa informar o número de CPF ou PIS/PASEP.

Valores nas contas de até R$ 1.500 pode ser sacados no autoatendimento da Caixa, mas para isso é necessário ter a senha do Cidadão. Até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e senha nos postos de autoatendimento, lotéricas e correspondentes do banco. Para valores acima R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação de tais documentos.

A estimativa é do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), com base na projeção do governo de que, com os saques de julho, será atingido o montante de R$ 3,5 bilhões.

Share