olemenews.com

Negócios

Conta de luz voltará a ter cobrança extra em julho

Share
Reprodução					Clique para ampliar		
		Cobrança extra nas contas será de R$ 2 a cada 100 kilowatts-hora consumidos

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou a bandeira amarela no mês de julho.

Depois de passar os meses de abril e maio na cor vermelha, patamar 1, com uma taxa extra de R$ 3 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira ficou verde em junho e cobrança foi suspensa.

De acordo com o órgão, a determinação vem após o aumento do custo de geração de energia no país. O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada e tem o objetivo de incentivar os consumidores o uso consciente da energia elétrica e reduzir o seu desperdício. Isso está relacionado com a chuva abaixo do previsto, o que acaba reduzindo o armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas ou fazendo com que esse armazenamento suba menos que o esperado.

Segundo o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o valor da usina térmica mais cara em operação é de R$ 237,71 por megawatt/hora (MWh), o que determina o acionamento da bandeira amarela. A análise da Thymos avalia que, com menos água, maior será a geração de energia termelétrica, com impacto no Custo Marginal da Operação (CMO). Respectivamente, o efeito nas faturas é de R$ 3 e de R$ 3,50 a cada 100 kWh.

Share