olemenews.com

Negócios

JBS apresenta plano de venda de ativos de R$ 6 bilhões

Share
Reuters Reuters

O plano ainda precisa ser aprovado pelo Conselho de Administração do BNDESPar, braço do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que investe na compra de ações de empresas. As operações, contudo, ainda dependem de aprovação prévia do Conselho de Administração da Companhia e à prévia anuência do BNDESPAR.

Em comunicado enviado ao mercado na manhã desta terça-feira (20), a JBS (JBSS3) informou ao mercado que foi apresentado para os membros do conselho de administração e o diretor presidente um programa de desinvestimentos no montante de R$ 6 bilhões, além de R$ 1 bilhão já anunciado com a venda das operações da processadora de carnes na Argentina, Paraguai e Uruguai. A JBS adquiriu a Moy Park da rival brasileira Marfrig Global Foods SA há dois anos por US$ 1,5 bilhão, destaca a Reuters. O plano prevê a entrada de R$ 6 bilhões de recursos.

Os ativos anunciados no plano de desinvestimento são todos da JBS. "O Programa de Desinvestimento visa a redução do endividamento líquido e consequentemente a desalavancagem, fortalecendo estrutura financeira da Companhia", disse a empresa em nota.

O executivo disse que a prioridade para o banco, enquanto acionista, é "unir esforços para defender empregos e o faturamento dessa empresa". A meta é vender pelo menos R$ 8 bilhões em ativos no curto prazo, conforme informe da agência de classificação de risco Standard & Poor's, que atribuiu a informação à administração da empresa.

A J&F, segundo a S&P, já colocou à venda linhas de transmissão de energia e a Vigor Alimentos e estuda se desfazer ainda de Eldorado (celulose), Alpargatas (dona das Havaianas) e Flora (higiene e limpeza). A empresa está no centro da crise política após delação premiada de seus executivos, que citam inclusive o presidente Michel Temer.

Share