olemenews.com

Desporto

F1 pode voltar a Portugal

Share
Grande Prémio de Portugal poderá voltar ao calendário da Fórmula 1

Quem o garante é Paulo Pinheiro, CEO da Parkalgar SA, a empresa proprietária da infraestrutura, que confirma haver "contactos preliminares com a F1, como há com uma série de outros campeonatos", mas que esta "é uma notícia que aparece sem que se saiba muito bem porquê". "É um não assunto, mas ficou toda a gente excitada com isto".

O regresso do Grande Prémio de Portugal em 2018 foi avançada pelo motorsport.com, mas Paulo Pinheiro explica que uma eventual vinda da Fórmula 1 é uma questão que "não depende de nós". "Vamos ter as Superbikes, em Setembro, e as Le Mans Series, em Outubro, duas grandes provas, e é nelas que estamos focados". Segundo a Autosport, Bratches destacou a postura "proactiva" da Liberty Media, na procura de novos mercados para a Fórmula 1, com vista a uma expansão do calendário para além das 21 corridas em 2019.

Sobre os contactos com a Fórmula 1, Paulo Pinheiro explica que "faz parte do nosso negócio". "Como é óbvio, a Fórmula 1 é o pináculo, mas tudo o que eu possa dizer além disto não corresponde à verdade", esclareceu. Questionado sobre uma estimativa do investimento necessário, o responsável disse desconhecer o valor. Mas serão largas dezenas de milhões de euros.

De acordo com a edição online do Diário de Notícias, as negociações ainda estão numa fase inicial mas já terão existido alguns contactos entre os responsáveis do Autódromo do Algarve e a Liberty Media, dona da Fórmula 1.

Segundo a revista Motorsport, foi o Governo português que pediu à direção do autódromo algarvio para explorar a possibilidade de trazer um Grande Prémio para o País, abrindo a possibilidade de libertar os fundos necessários para a organização do evento.

No entanto, a economia de Portugal está se recuperando após um momento difícil, de modo que o governo acredita ter condições de bancar os custos.

Share