olemenews.com

Desporto

Atlético busca a primeira vitória na Série A contra o Fluminense

Share
Fluminense empata no Maracanã e entra no G-4 da série A do Campeonato Brasileiro

O Fluminense desperdiçou a oportunidade de assumir a liderança isolada do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Atlético-PR por 1 a 1, na noite desta terça-feira, no Maracanã, em partida que abriu a quinta rodada da competição. Desfalques: Wellington Silva, Douglas Gum, Pierre, Sornoza e Renato Chaves (lesionados); Jefferson Orejuela (convocado pelo Equador) ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González; Nikão, Pablo e Ederson - Técnico: Eduardo Baptista. Como o Atlético já tinha feito as três substituições, precisou jogar até o final com dez jogadores para segurar o empate, tarefa que foi facilitada pela falta de eficiência da equipe dirigida por Abel Braga. A esse cenário juntam-se o goleiro Diego Cavallieri e o zagueiro Nogueira - afastados por deficiência técnica -, o meia Wendell e o lateral-direito Lucas, que seguem sendo usados, mas estão longe do seu melhor condicionamento físico.

O jogo - Diante de um pequeno público, o Fluminense começou a partida no ataque. Todos os demais acreditam na vitória do Fluminense sobre o Atlético-PR.

A pressão do time carioca continuou e o goleiro do Atlético voltou a aparecer bem ao defender um chute perigoso de Luiz Fernando após passe de Wendel. "No Lucas, no Léo, no próprio Dourado." - apontou Abel, que fez questão de ressaltar que, apesar de tudo, estava contente com a atuação da equipe. Scarpa cruzou e Reginaldo desviou de cabeça para o fundo das redes. "O Fluminense é muito grande para depender de um atleta, por isso não me coloco como diferencial". Até o final do primeiro tempo, a equipe comandada por Abel Braga seguiu pressionando, mas não conseguiu criar outras jogadas de perigo. O momento dramático veio aos 30 minutos, quando Renato tentou uma bicicleta e acertou a cara de Wanderson. No ataque, apesar de prestigiado pelo treinador, Grafite, que vive um longo jejum de gols, pode ser poupado para a entrada de Ederson ou Eduardo da Silva.

Estratégia que demorou apenas sete minutos para dar resultado.

Share