olemenews.com

Negócios

Meirelles: país tem caminho a ser percorrido, mas está na direção correta

Share
PIB da Agropecuária cresceu 13,4% no primeiro trimestre de 2017

Apesar da melhora, a expectativa do mercado é que o PIB volte a desacelerar no segundo trimestre, apresentando um crescimento perto de zero ou até negativo. O texto referia-se claramente à crise política que submete o país ao risco de queda de um presidente da República cuja antecessora foi deposta há menos de dez meses. "O restante ainda está todo no vermelho", observa.

No entanto, para Silvio Campos Neto, economista-sênior da Tendências Consultoria, os reflexos do escândalo da JBS ainda serão sentidos na economia.

Ela explica que a saída da recessão depende de uma recuperação consistente da atividade econômica, que não esteja calcada em apenas um setor, como agronegócio. Outro fator importante para alta no PIB da agropecuária é o desempenho positivo das exportações no último trimestre.

Do lado da demanda, todos os componentes do PIB apresentaram queda na mesma base de comparação. Neste trimestre, tivemos um PIB positivo e o consumo ainda contraiu.

O presidente Michel Temer e os ministros da área econômica vão comemorar o crescimento do Produto Interno Bruto de 1% no primeiro trimestre deste ano em relação ao último de 2016, descontados os fatores sazonais. "Há uma perspectiva de acomodação, mas não há uma perspectiva de volta da recessão", disse o ministro ao chegar em um hotel, em Brasília, onde participou de almoço com diretores e conselheiros da Associação Nacional de Jornais (ANJ).

Rebeca fez a ressalva, porém, de que a safra recorde esperada para este ano se compara com a quebra do ano passado, ou seja, a base de comparação é fraca. AgropecuáriaQuanto ao PIB da agropecuária, houve crescimento de 13,4% no primeiro trimestre de 2017 ante o quarto trimestre de 2016. Os investimentos, por exemplo, que caíam a uma velocidade de 16% no ano encerrado no primeiro trimestre de 2016, agora recuam 6,7%. A taxa de poupança foi de 15,7%, ante 13,9% no mesmo trimestre de 2016. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, o PIB da indústria mostrou queda de 1,1%.

Além disso, com a superssafra, o câmbio mais favorável e o aumento do preço das commodities, as exportações de grãos e também de petróleo, gás, minério e automóveis responderam bem, com alta de 4,8% no primeiro trimestre. A recuperação que ocorrera em relação ao trimestre anterior não está relacionada com a dinamização da economia doméstica. "A gente está no mesmo patamar de PIB no final de 2010", destacou. "É preciso esperar para ver um pouco o que vai acontecer neste ano". Então, o ponto central dessa história é que afirmar que acabou a recessão é no mínimo uma coisa extremamente prematura.

No documento, o ministro Henrique Meirelles afirma que este é um dia "histórico" para o País.

No primeiro trimestre de 2017, o PIB cresceu 1% em comparação com o trimestre imediatamente anterior.

Acabou a recessão! Isso é resultado das medidas que estamos tomando. "Não há duvida", disse.

Share