olemenews.com

Global

Atentado em Cabul faz 49 mortos e 300 feridos

Share
Wakil Kohsar  AFP

Pelo menos 80 pessoas morreram e 350 ficaram feridas na sequência de um ataque com um carro bomba, esta quarta-feira, no Afeganistão. A explosão provocou uma potente onda expansiva e muitos danos nas proximidades. "É particularmente desprezível que essas pessoas tenham sido o alvo deste ataque" escreveu no Twitter. O ataque não foi reivindicado até o momento. De acordo com a embaixada americana em Cabul, a explosão aconteceu "perto da embaixada da Alemanha, em uma rua muito movimentada". A região do ataque foi dominada por uma grande coluna de fumaça.

A ação foi tão violenta que abalou grande parte da cidade, quebrando vidraças e provocando pânico na população. Um fotógrafo da agência de notícias France-Presse observou vários corpos no chão e feridos que pediam ajuda na área da explosão.

A explosão foi tão forte que chegou a danificar prédios das embaixadas da Alemanha, França e também da Turquia. As forças de segurança e os serviços de emergência foram mobilizados. Dezenas de homens e mulheres tentavam passar pelos postos de controle em busca de informações sobre parentes.

A Embaixada da Índia, localizada a poucas centenas de metros do local do atentado, confirma que não registaram vítimas ou feridos. Waheed Majroh, porta-voz do Ministério da Saúde, foi quem divulgou o boletim, confirmando o atentado, ocorrido por volta das 8h25m pelo horário local, sendo 1h25m pelo horário de Brasília.

A embaixada do Japão disse que dois funcionários ficaram levemente feridos. Os talibãs negaram qualquer envolvimento, manifestando "condenação" pelos ataques contra a população civil.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI), responsável por vários atentados violentos em Cabul nos últimos meses, não se pronunciou até o momento.

O diretor do Pentágono, Jim Mattis, declarou há alguns dias que 2017 será um ano difícil para Exército afegão e para os soldados estrangeiros enviados ao Afeganistão.

Após o ataque, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sinalizou o envio de mais militares ao Afeganistão. Atualmente 8,4 mil soldados norte-americanos estão no país, em missão de treinamentos dos soldados afegãos. Já o Ministério da Administração Interna afegão, citado pela agência Associated Press, diz que morreram 64 pessoas e 320 ficaram feridas. O comunicado não informa a nacionalidade dos jornalistas feridos.

Share