olemenews.com

Global

Tiroteio em autocarro no Egito faz pelo menos 15 mortos

Share
Papa FranciscoMais

Recentemente, os coptas também foram alvos de outros dois ataques extremistas: em 9 de abril, durante o Domingo de Ramos, duas igrejas cristãs coptas em Tanta e Alexandria foram explodidas, deixando mais de 100 pessoas feriadas e 44 mortas.

O autocarro que se deslocava para o mosteiro copta de São Samuel, naquela província a sul do Cairo, foi atacado por homens armados e encapuzados que se deslocavam em três carinhas e que depois fugiram, segundo o Ministério do Interior egípcio.

As autoridades egípcias atualizaram o balanço do ataque de hoje a um autocarro que transportava cristãos coptas para 29 mortos, entre os quais numerosas crianças.

Testemunhas oculares disseram na sexta-feira que homens mascarados abordaram vários veículos transportando cristãos e abriram fogo. O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, convocou uma reunião de emergência para discutir o ataque.

Após ser verificado que os acampamentos treinaram os atiradores por trás dos ataques contra cristãos coptas em Minia, região central do Egito, na manhã desta sexta-feira.

A polícia instalou postos de controle na estrada onde ocorreu o ataque, informou Al-Bedawi. Os muçulmanos sunitas são maioria no Egito.

Os cristãos do Egipto, conhecidos como coptas, são a maior comunidade cristã de todo o mundo árabe. A agência oficial de notícias do país diz que para além dos mortos, muitas pessoas ficaram também feridas neste ataque. O grande imã Ahmed Al-Tayeb qualificou-o de "inaceitável" e afirmou que ele visava desestabilizar o Egito.

Em visita ao Egito após os atentados, o papa Francisco condenou a violência cometida "em nome de Deus".

Share