olemenews.com

Desporto

Daniel Alves desbanca Roberto Carlos no futebol europeu; entenda

Share
Mbappé é um dos destaques do Monaco na temporada

Para a partida, o Monaco não contou com seu lateral esquerdo titular, Mendy, que virou desfalque em cima da hora por motivo disciplinar. Além disso, Dirar foi escalado na direita, posto que fora ocupado por Touré nos jogos contra o Borussia Dortmund, pelas quartas. O técnico da equipe italiana, Massimiliano Allegri, o escalou como um ponta para surpreender o Monaco.

A formação com três zagueiros da Juve deu liberdade a Daniel Alves, que era bastante acionado em um começo de jogo no qual a equipe visitante tomou a inciativa e povoava o campo de ataque. É verdade que Buffon teve que trabalhar diante do ótimo ataque do Monaco, mas a vitória diante de um adversário tão empolgado aumenta ainda mais a cotação da Velha Senhora. Nos dois duelos, a experiência pode ser a força da nossa parte, mas o Monaco é um time jovem que possui grande vitalidade, terá entusiasmo e uma 'saudável inconsciência'. Porém, a Juve jogou com inteligência e conseguiu neutralizar as chances dos adversários.

Os mesmos dois jogadores combinaram novamente para o segundo golo dos visitantes, aos 14 do segundo tempo, com Higuaín novamente finalizando um passe do lateral brasileiro. Ele marcou contra o CSKA Moscou em 2012 e o seu último tento havia sido contra o Galatasaray, em 3 de abril de 2013. Buffon fez uma grande defesa quando o resultado ainda estava em 0-0.

MONACO: Subasic; Dirar, Glik, Jemerson, Sidibé; Fabinho, Bakayoko (Moutinho - 22'/2ºT); Bernardo Silva (Almamy Touré - 36'/2ºT), Lemar (Germain - 22'/2ºT); Falcao, Mbappé.

JUVENTUS: Buffon; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Dani Alves, Pjanic (Lemina - 43'/2ºT), Marchisio (Rincón - 35'/2ºT); Alex Sandro; Dybala, Mandzukic; Higuaín (Cuadrado - 31'/2ºT).

Share