olemenews.com

Saúde

Refrigerantes sem açúcar triplicam risco de AVC e até de demência

Share
Manifestantes pisam sobre garrafas de Pepsi Cola e Coca Cola durante protesto pela proibição de refrigerantes na Índia

Beber uma lata por dia de refrigerante, seja sem açúcar ou mesmo numa versão "dieta", faz com que o risco de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) ou desenvolver demência seja três vezes superior ao normal. Os dados apontam que as bebidas açucaradas artificialmente aumentam a possibilidade em 2,96% de causar um acidente vascular cerebral e mais 2,89% de desenvolver doença de Alzheimer. De acordo com esta matéria do site Market Watch, os pesquisadores avaliaram 2.888 pessoas acima de 45 (média de idade de 62 anos) para determinar o risco de um derrame (AVC) e 1.484 pessoas acima de 60 anos (média de idade de 69 anos) para risco de demência.

Já no que diz respeito ao AVC, um estudo anterior associara o consumo de bebidas açucaradas com risco mais elevado de problemas cardiovasculares, mas não com episódios tão graves quanto acidentes vasculares cerebrais. Após estudos sobre os efeitos dos adoçantes artificiais, os consumidores têm preferido água, chás e bebidas energéticas a refrigerantes diet.

A pesquisa teve 4.300 participantes e desbanca outro estudo realizado anteriormente que excluía a ligação desse tipo de produto a esses males.

"O nosso estudo demonstra que precisamos de investir mais nesta área, dada a frequência com que as pessoas consomem bebidas artificiais", alerta Matthew Pase, investigador sénior do departamento de neurologia da Boston University School of Medicine, à NBC.

Share