olemenews.com

Entretenimento

No domingo de Ramos a Igreja inicia a celebração da Semana Santa

Share
Em missa de Ramos, Papa diz que Jesus “não é profeta new age”

O início será no próximo domingo, 9 de abril, com a missa de Ramos, e se estende até o domingo de Páscoa, 16 de abril.

Mas este Jesus, adverte o Santo Padre, cuja entrada na Cidade Santa estava prevista precisamente assim nas Escrituras, não é um alguém que vive de ilusões, que apregoa ilusões, um profeta "new age", um vendedor de fumaça.

"Somos muito presentes nas celebrações da igreja católica e acho muito importante participar do Domingo de Ramos", disse a aposentada Leonida Portela, 76, que esteve na missa das 16h com o filho e a nora. Num segundo, já na missa, os fiéis são convidados a "baixar os ramos", ou seja, guardar a alegria para reviver a paixão de Cristo, que será novamente festejado na vigília pascal - a partir da madrugada do sábado de Aleluia para o domingo de Páscoa.

Paróquia São Cristóvão - Na Igreja de Nossa Senhora das Graças, na Vila do Povo, a Celebração de Ramos ocorrerá às 8h, no Divino Espírito Santo, no Porto dos Padres, às 9h30, no Santíssimo Redentor será às 18h, na Matriz de São Cristóvão, no jardim Iguaçu, a Missa de Ramos ocorrerá às 19h30 e na igreja Nossa Senhora do Carmo, na Vila Guarani, a celebração acontecerá também às 19h30.

O roteiro religioso apresentado pela Arquidiocese concentra atividades na Catedral Metropolitana, Capela de São Gonçalo, Santuário Virgem dos Pobres, Carmelo de Santa Teresinha, Igreja Nossa Senhora das Graças, Igreja dos Martírios e Igreja do Rosário.

Nesta segunda-feira, 10, a programação continua com o terço doloroso às 17h30, em seguida na catedral, às 18h, acontece a missa.

O encontro de quarta-feira é na Casa de Maria com a Missa dos Santos Óleos, às 19h30.

Ainda na sexta-feira, são realizadas vias-sacras em várias paróquias da Capital. Para estas celebrações os fiéis devem levar ramos. Às 12h, haverá o Ofício da Agonia na Catedral e, às 15h, a Celebração da Paixão seguida da Procissão do Senhor Morto.

A Quinta-Feira Santa ou Quinta-Feira Maior relembra a última Ceia de Cristo com os discípulos. Já sábado Igreja permanece em silêncio e em oração junto à sepultura do Senhor na expectativa da Vigília Pascal da ressurreição de Jesus Cristo.

"Para seguir fielmente Jesus, peçamos a graça de o fazer não por palavras mas com as obras, e ter a paciência de suportar a nossa cruz", apelou. Na cerimônia chamada de Missa do Lava-Pés, o sacerdote lava os pés de 12 pessoas convidadas, recordando o gesto simples de Jesus em lavar os pés dos apóstolos. Não se celebra missa ou qualquer sacramento, mas comungam-se as hóstias consagradas na Quinta-Feira Santa.

Share