olemenews.com

Nacional

Rotundas continuam a pôr cabeça à roda aos condutores

Share
Rotundas continuam a pôr cabeça à roda aos condutores

Desde então, mais de três mil condutores portugueses foram multados por não cumprirem esta regra. Os números são da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. De acordo com as estatísticas, também foram multados 1909 recém-encartados ou profissionais que circulavam com uma taxa de álcool no sangue superior a 0,2 gramas por litros - a redução da taxa de álcool para recém-encartados e profissionais foi outra das medidas implementadas no "novo" Código da Estrada. A mesma infracção originou 1127 multas no último ano. Números "surpreendentes" e "reveladores de que em Portugal se continua a conduzir muito mal" avalia Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP). Para 2016 foram já levantados 964 autos. Foram divulgados, esta segunda-feira, pelo Jornal de Notícias.

A culpa poderá, no entanto, não residir totalmente nos condutores, ressalva o major Paulo Gomes, da Divisão de Trânsito e Segurança Rodoviária da GNR, em afirmações ao mesmo jornal. "Falta alguma uniformização", nota.

Há três anos, o regime em vigor no que diz respeito à circulação nas rotundas foi clarificado e estabeleceu-se a proibição do uso da via exterior, exceto se o condutor pretender sair da rotunda.

Logo no primeiro ano em que foram impostas as alterações no Código da Estrada, em 2014, foram multados 1.104 condutores por não circularem corretamente nas rotundas, número que aumentou, em 2015, para 1.127.

Também a circulação de bicicletas foi alvo de alterações no Código da Estrada, mas ainda assim o número de acidentes aumentou desde 2014.

Share