olemenews.com

Global

Suspeito de matar família brasileira na Espanha é preso em Madri

Share
Suspeito de matar família brasileira na Espanha é preso em Madri

O jovem François Patrick Gouveia se entregou à Guarda Civil espanhola na manhã desta quarta-feira (19). De lá, foi levado à delegacia de Guadalajara, na província de Castela - A Mancha.

François Patrick Nogueira Gouveia, sobrinho da família e principal suspeito dos crimes, se entregou no Brasil e "vem voluntariamente depor", disse a fonte à AFP. Marcos Nogueira, Janaína Santos ambos de 39 anos e seus dois filhos, de um e quatro anos, foram mortos em 18 de setembro em um chalé de Pioz, povoado a 60 km a leste de Madri. Além disso, uma impressão digital escondida sob uma fita isolante com a qual lacrou os seis sacos de lixo que continham os corpos degolados e esquartejados confirmou essa identificação, ao ser comparada com a digital dele encontrada no cabo de uma frigideira da casa. Existe a suspeita de crime passional, baseada em depoimentos da família das vítimas.

A viagem de Patrick ocorreu após um acordo entre a defesa do jovem e os investigadores espanhóis.

Não há suspeita da participação de cúmplices ou de ligação com o crime organizado.

O ministério das Relações Exteriores da Espanha havia solicitado ao Brasil a detenção do suspeito, mas o governo brasileiro respondeu que em virtude do tratado bilateral de extradição não poderia entregar Gouveia, que agora chega de maneria voluntária a Espanha. Assim, foi necessária uma negociação entre a Guarda Civil local e o advogado do jovem, segundo a chancelaria.

Patrck Gouveia havia vivido quatro meses com a família assassinada em Torrejón de Ardoz, localidade próxima a Madri, onde a família residiu antes de de se mudar para Pioz.

Os investigadores apontaram Gouveia como dono de um perfil "egoísta" e "sem apego à vida humana", com um passado violento, já tendo um histórico de agressão a um professor.

Share